www.sebraeap.blogspot.com.br - Divulgação das ações do Sebrae Amapá e seus parceiros.

quinta-feira, 28 de março de 2019

Iniciativa do Sebrae premia práticas de educação empreendedora













O Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora reconhece ações desenvolvidas por profissionais da educação que estimulam o empreendedorismo nos alunos
Jamille Rosa

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá, promove o lançamento do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora (PSEE). A solenidade reúne professores, secretários municipais e estaduais de educação, reitores, diretores e coordenadores de ensino fundamental, médio, profissional e superior. O objetivo é identificar e divulgar nacionalmente, ações empreendedoras em instituições de ensino público e particular.

O presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE), Iraçu Colares, afirma que o prêmio engloba as práticas empreendedoras em sala de aula, assim como, o profissional da educação empreendedora. “Empreender é ter coragem para se diferenciar do outro e para correr riscos, e são essas características que vamos homenagear”, disse o presidente do CDE/Sebrae, Iraçu Colares.

De acordo com o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro, o Brasil é considerado um país empreendedor, e por conta disso, é fundamental que as instituições de ensino estimulem essas práticas.

Quando falamos de um prêmio de educação empreendedora, percebemos o quão é necessário abordar esse tema, pois, muitos jovens pretendem abrir seu próprio negócio, e num mercado tão competitivo, é fundamental esse direcionamento”, conta o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro.

Prêmio

A primeira edição do PSEE é uma iniciativa do Sebrae, que estimula e reconhece as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil. A premiação é organizada em quatro (4) categorias, entre elas, ensino fundamental, médio, profissional e superior; e destinada a professores, secretários municipais e estaduais de educação, reitores, diretores e coordenadores em todos os níveis de ensino.

Para a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, o prêmio estimula docentes a identificar comportamentos empreendedores no ambiente educacional. “O estado do Amapá, trabalha o programa nacional de educação empreendedora desde 2012; mais de 30 mil pessoas tiveram acesso a metodologia, e consequentemente, apresentaram mudança de comportamento. Então agora é a hora de premiar os profissionais de educação que estão desenvolvendo a prática empreendedora em sala de aula”, disse a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

Amapá

Para a secretária municipal de Educação de Macapá (Semed), Sandra Casemiro, características empreendedoras como autonomia e inovação, já estão sendo discutidas na nova base nacional comum curricular. “O que a educação empreendedora apresenta hoje, já víamos a necessidade de trabalhar dentro das unidades escolares, o ser pensante, o ser autônomo, aquele que procura soluções e resolve situações conflitantes”, declara a secretária municipal de educação de Macapá, Sandra Casemiro.

Segundo o representante da Secretaria de Estado da Educação do Amapá (Seed/AP), Danielson Miranda, o sistema de educação entende que a educação empreendedora é fundamental para formar cidadão, e por isso, a sociedade precisa de características empreendedoras, finaliza.

Inscrições

Para concorrer a premiação, os profissionais de educação devem realizar a inscrição gratuita, até 26 de abril, eletronicamente, no site www.educacaoempreendedora.sebrae.com.br. É necessário incluir um relato na forma de texto, que descreva a experiência empreendedora da instituição. A candidatura só será considerada completa com o preenchimento de todos os campos.

Palestra

Para o lançamento do PSEE, a programação contou com Palestra Educação 3.0, ministrada pela analista do Sebrae Nacional, que atua nas áreas de educação empreendedora e empreendedorismo feminino, Thelmy Rezende.

O evento ocorreu na Sede do Sebrae em Macapá, na última segunda (25), às 8h. A solenidade contou com as presenças do presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE), Iraçu Colares; diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro; diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo; secretário de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), Rafael Pontes; secretária Municipal de Educação de Macapá (Semed), Sandra Casemiro; presidente do Conselho Estadual de Educação, Maria Madalena Mendonça; diretora presidente da Fundação de Amparo a Pesquisa do Amapá, Mary de Fátima Guedes; pró-reitora do Instituto Federal do Amapá (Ifap), Erika Bezerra; coordenador da Secretaria Municipal de Educação de Tartarugalzinho, Lourival Junior; conselheira do Conselho de Educação do Amapá, Maria do Socorro Paiva; representante da Secretaria de Estado da Educação do Amapá (Seed), Danielson Miranda; representante da Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (SETE), Raimundo Abreu; analista do Sebrae Nacional, Thelmy Rezende e a gerente de Educação Empreendedora do Sebrae no Amapá, Denise Nunes.


Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap

Share:

Sebrae realiza encontro para empreendedores em negócios digitais




A ação busca junto aos empreendedores fortalecer o ambiente de inovação no Estado

Isabel Ubaiara

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), promove encontro com potenciais empreendedores de startup, para apresentação do plano de trabalho do Projeto Startup em Macapá 2019. O evento acontece na sede da instituição, na próxima quarta, 3 de abril, às 19h.

De acordo com a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, o encontro estimula o desenvolvimento do empreendedorismo digital no estado, com foco na integração de empreendedores que buscam amadurecer uma ideia para um negócio.

“O Público do projeto são potenciais empreendedores, que possuem uma ideia inicial, não necessariamente precisam ter uma empresa formalizada ou ter uma startup, durante o processo dentro do Projeto Startup em Macapá, é possível amadurecer essa ideia para um negócio e assim fomentar a inserção das startups no mercado”, explica a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo.

Acesso

O encontro é gratuito e aberto ao público interessado em negócios digitais. As inscrições são feitas na recepção do evento. Na ocasião, são apresentados os eventos Start Meio do Mundo, Sebrae Startup Day, Programa de Aceleração e Feira de Startup.

Projeto

O Projeto Startup em Macapá apoia a criação e o desenvolvimento dos pequenos negócios de startups com bases digitais no Amapá. Com foco no acesso a mercados nacional e internacional e aos investimentos financeiros nas soluções desenvolvidas pelas empresas, a ação fortalece a gestão e formaliza os potenciais empresários das startups atendidas pelo projeto.


Serviço:
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap

Share:

Micro e Pequenas Empresas são beneficiadas com linha de crédito do BNDES




O financiamento do BNDES será em parceria com os bancos comerciais, de desenvolvimento e cooperativos, que operam na ponta da cadeia financeira, em todas as regiões no país

Denyse Quintas

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lança nova linha de financiamento que favorece micro e pequenos empreendimentos, intitulado, BNDES Crédito Pequenas Empresas.

Para o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE), Iraçu Colares, é interessante a iniciativa do BNDES, visando atender as Micro e Pequenas Empresas, por considerar que geram a maioria dos empregos formais no país. Pelos dados são 55%, então nada mais justo que o governo federal, por meio dos agentes de desenvolvimento como o BNDES, tomar medidas que caminhem em direção a atender os anseios daqueles que empreendem, principalmente dos pequenos.

“Vemos o limite de recursos por exemplo, para a pessoa física que é em torno de R$ 50 mil reais, com juros mais acessíveis, com menos burocracia do que aquelas que são usualmente ofertadas pelos agentes financeiros, então entendo que está de parabéns o governo federal, por voltar as suas atenções aos empresários de pequenos negócios, sejam eles pessoas jurídicas ou físicas; sejam do segmento urbano ou rural”, disse o presidente do CDE/Sebrae/AP, Iraçu Colares.

De acordo com o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro, a nova linha de crédito se apresenta simples e ágil para os pequenos negócios nas compras de máquinas e equipamentos, para ampliar, renovar ou melhorar os serviços. “A concessão de crédito aos pequenos negócios vai dar mais competitividade e consequentemente, gerar mais empregos”, declara o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro.

BNDES

O investimento do banco pode ser financiado até 100%, limitado a R$ 500 mil por beneficiário, a cada 5 anos. O cliente contará com três (3) opções de juros de referência: taxas de Longo Prazo (TLP), Selic (TS), ou Fixa do BNDES (TFB). A taxa vai resultar de negociação com o banco agente financeiro do BNDES.

Lançamento

O lançamento da nova linha de financiamento para pequenos negócios, BNDES Crédito Pequenas Empresas, ocorreu na última sexta-feira (22).


Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap

Share:

quarta-feira, 27 de março de 2019

Sebrae é parceiro no novo Mercado Central de Macapá












Com inauguração prevista para até 90 dias, Sebrae recebe convite para visita técnica e consolida parceria na gestão do Mercado Central revitalizado

Denyse Quintas

O Mercado Central de Macapá está na fase de acabamento nas obras para revitalização e ampliação. A partir da visita técnica realizada em comitiva, a convite do senador Randolfe Rodrigues, o Sebrae passa a ter assento no Conselho Gestor e na instalação de uma sala da instituição, bem como, o acompanhamento no processo de implantação e o novo conceito do mercado.

Share:

sexta-feira, 22 de março de 2019

Sebrae promove encontro de parceiros Startup



Afim de incentivar negócios inovadores no Amapá, empresas de base digital, instituições públicas com foco em pesquisas e startups de sucesso se reúnem para validar estratégias do Projeto Startup em Macapá 2019 

Jamille Rosa
Isabel Ubaiara

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), realiza encontro de parceiros do Projeto Startup em Macapá. O objetivo é fortalecer as relações de parceria do ecossistema digital e consolidar estratégias para 2019. O evento acontece na sede da instituição em Macapá, na próxima quinta (28), às 15h.

Share:

Sebrae e TCU destacam parceria com foco nas compras públicas dos municípios no Amapá






A iniciativa estabelece a legalidade do pregão presencial para aquisição de gêneros alimentícios da merenda escolar nos municípios do estado

Denyse Quintas

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae) e o Tribunal de Contas da União (TCU), iniciam diálogo para capacitação e orientação dos gestores públicos quanto ao entendimento do Tribunal junto a Leis que norteiam as compras públicas. Na qual, se destacou a preferência ou não do pregão na forma presencial para a compra da alimentação escolar.

Share:

segunda-feira, 18 de março de 2019

Startup com serviços de diaristas profissionais é lançada no Sebrae









A Startup UGO apresenta versão teste para 20 diaristas que serão treinadas para utilizar o sistema 

Isabel Ubaiara

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), consolida parceria com a Startup UGO em lançamento de um novo modelo de negócio digital. O objetivo é mostrar o funcionamento do sistema na versão inicial, que auxilia na contratação online de serviços de diarista. O evento acontece na sede do Sebrae, em Macapá, na próxima quarta (20), às 16h. 

Segundo a diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo, o Projeto Startup em Macapá, dissemina, fortalece e desenvolve novos negócios digitais. Neste evento o modelo de negócio se integra como cliente do projeto. 

“O Sistema na versão beta para as diaristas é inovador no mercado de trabalho e será apresentado a plataforma e a funcionalidade. Após este primeiro momento, as diaristas pré-selecionadas em entrevistas individuais, serão treinadas quanto a utilização no Sistema UGO e principais pontos de relacionamento com o cliente”, explica a diretora técnica do Sebrae/AP, Marciane Santo”. 

Sistema 

A Empresa UGO, é uma Startup amapaense, criada com um sistema que oferece a intermediação de serviços de diaristas profissionais, nos quais podem ser acionados, contratados e avaliados pelos clientes, de forma rápida e segura, garantindo eficiência tanto na forma de pagamento, quanto na credibilidade dos serviços prestados. A Startup foi criada pelos sócios, Calmon Azevedo, Elizabete Filha e Gustavo Pantoja. A acessibilidade na totalidade será a partir do dia 20 de março, pelo site – www.ugoapp.com.br

Projeto 

O Sebrae desenvolve o Projeto Startup em Macapá, para apoiar modelos de negócios inovadores, geralmente com base digital, que criam produtos que são repetíveis e escaláveis. 


Serviço: 
Sebrae no Amapá 
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832 
Central de Relacionamento: 0800 570 0800 
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap 
Facebook: /sebraeap
Share:

sexta-feira, 15 de março de 2019

Empreendedorismo Feminino. Você pode fazer o que quiser!

 

Por Marciane Santo 

Diretora Técnica do Sebrae no Amapá – SEBRAE/AP 

O dia 8 de março se comemora o Dia Internacional da Mulher. Atualmente, a data é comemorada em mais 100 países – como um dia de protestos transformado numa suave celebração feminina. Diferente de outras datas comemorativas, ela não foi criada pelo comércio e nem para ser um dia movido ao capitalismo. Desde o dia que foi criada, em 1975, é lembrada como um dia para reivindicar igualdade de gênero. Tivemos algumas conquistas, pois já podemos ver mulheres em cargos onde só os homens ocupavam; mulheres que trabalham, que estudam e que têm suas próprias empresas. 

O perfil atual da mulher brasileira passou por diversas mudanças socioeconômicas nas últimas décadas. Hoje, a população feminina predomina no país, vive mais, engravida mais tarde, acumula mais anos de estudo, lidera as estatísticas de formação profissional e tem sido cada vez mais, a responsável pelo sustento no lar. Em três séculos, especialmente nos últimos 50 anos, obtiveram conquistas em variados espaços e segmentos. Com as revoluções culturais e a força do movimento feminista no século XX, novas configurações sociais foram surgindo, enfraquecendo o modelo homem provedor à mulher cuidadora. 

As mulheres sempre estiveram presentes e atuantes no mercado de trabalho. O que mudou no cenário atual, é que não aceitam mais papéis secundários e sim tomando decisões mais importantes, se posicionando na condição de protagonistas das suas próprias histórias. 

As mulheres buscam ter as mesmas oportunidades que os homens. Mediante isso, entra em cena o empreendedorismo feminino. 

Ao entrarem no mercado de trabalho como novas empreendedoras, as mulheres trazem uma visão diferenciada para um meio muito competitivo. Estas, possuem características próprias que facilitam o desenvolvimento empreendedor. 

Além desses atributos particulares, o empreendedorismo feminino tem o aspecto das mulheres que buscam mais informações sobre o setor em que querem abrir o seu negócio. Além disso, procuram mais os serviços de atendimento ao empreendedor do que os homens. 

As mulheres também são mais dispostas a buscar qualificação. Há o dobro de mulheres empreendedoras com ensino médio completo em relação aos homens. 

Apesar de estar em constante crescimento no Brasil e no mundo, o empreendedorismo feminino ainda encontra barreiras para poder evoluir exponencialmente dupla jornada, preconceito e restrição de crédito. 

O SEBRAE aderiu aos ‘Princípios de Empoderamento das Mulheres’, estabelecido pela ONU Mulheres e Pacto Global das Nações Unidas, com a finalidade de compartilhar poder às mulheres para que participem de forma plena em todos os setores e níveis na economia brasileira. 

Com essa decisão, o SEBRAE passa a integrar um grupo de mais de 170 entidades públicas e empresas que incorporam em seus negócios valores e práticas que visam à equidade de gênero e a consolidação do papel das mulheres na sociedade e na economia. Hoje, as mulheres representam 24 milhões de empreendedoras no Brasil, número pouco inferior ao universo masculino, que é de 25,4 milhões. No entanto, entre os pequenos negócios iniciados nos últimos três anos e meio, elas lideram o ranking, com 14,2 milhões; os homens somam 13,3 milhões. O dado adverso indica que elas continuam recebendo remuneração menor que os homens, apesar de serem mais escolarizadas. 

No estado do Amapá, por meio de projetos que o Sebrae desenvolve, há investimentos em inovações como diferencial competitivo na trajetória de micro e pequenas empresas amapaenses, e as mulheres se destacam consideravelmente: 

Na arte de inovar na cozinha e nos negócios, Maria do Perpetuo Socorro é assim, uma artista por natureza. Desde criança já fazia os gostos da família com seus doces e salgados de sabor inigualável, cresceu para ser uma empreendedora e através de seus sonhos de menina tornou realidade quando abriu a lanchonete Divina Arte. 

O empreendedorismo deu tão certo, que hoje, Maria já conta com uma estrutura completa de restaurantes, cozinha industrial e uma equipe de 50 funcionários, gerando assim mão-de-obra local. A empreendedora se tornou empresaria de sucesso e encontrou no Sebrae um meio seguro de manter seu negócio em alto padrão de atendimento e inovação, procurou capacitações para toda a equipe e conseguiu qualificação profissional. 

Outro caso de sucesso com apoio do Sebrae foi o Flora Restaurante, com um aumento de 85% em qualidade de atendimento. Floraci Pacheco Dias, se destacou como participante assídua dos eventos promovidos pelo Sebrae como o Festival Degust Amapá e Brasil Sabor. Não descuida da qualificação profissional na arte de cozinhar e também das atividades gerenciais e comportamentais, aprimoradas pelos eventos promovidos pelo projeto Alimentação Fora do Lar, futuramente a empresaria destaca planos ambiciosos para o sucesso. 

No caso de sucesso de Aldaleia do Socorro da Trindade, que recorreu ao Sebrae num momento de muita indecisão. Atuava no segmento de alimentação, atendia ao público com refeições para almoço e pizza à noite, além disso, tentava iniciar a cozinha industrial para empresas, para fornecer refeições coletivas. Mesmo formada em contabilidade e apesar do sonho de ter um comércio, não estava conseguindo trabalhar de forma organizada. Buscou ajuda do Sebrae e aderiu ao projeto onde começou a enxergar a empresa, despertando suas habilidades gerenciais. Realizou diversos cursos e entendeu que não bastava ser boa profissional para ter sucesso, era preciso uma gestão financeira, reduzir desperdício e promover o reaproveitamento. 

Com a melhoria na gestão, vieram os lucros e a possibilidade de ampliar o espaço e estruturar os serviços prestados. A segurança profissional se elevou com o reconhecimento, participou do concurso de gastronomia Enchef´s e ficou entre as três primeiras colocações no universo de 40 participantes com uma receita de peixe regional. Seus planos para o futuro é investir em qualificação e parceria com Sebrae. 

O que você não pode esquecer é que VOCÊ PODE FAZER O QUE QUISER! Nada e ninguém pode dizer que você não é capaz e que você não consegue. Vamos continuar lutando para conquistar nossos direitos e a igualdade de gênero. Não queremos tomar lugar de ninguém, só queremos ser respeitadas! 



Share:

quinta-feira, 14 de março de 2019

Sebrae e Procon firmam Termo de Cooperação Técnica

 

  

 




Com a parceria, as instituições promovem ações educativas para orientar empresários e o público, sobre o Código de Defesa do Consumidor

Jamille Rosa

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae) e o Instituto de Defesa do Consumidor do Estado do Amapá (Procon), assinam Termo de Cooperação Técnica. O objetivo é difundir informações sobre a legislação do Código de Defesa do Consumidor (CDC), por meio de ações como palestras, atendimento empresarial, capacitação de técnicos e disponibilização de cartilhas.

De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE), Iraçu Colares, é fundamental que instituições como o Sebrae e Procon, realizem ações educativas. “Com a assinatura desse termo, o Sebrae vai ajudar na elaboração e confecção das cartilhas do CDC, para distribuir tanto aos empresários, quanto aos consumidores”, disse o presidente do CDE/Sebrae, Iraçu Colares.

Para o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro, na prática, capacitar técnicos e difundir informações aos empresários, são as premissas nesta parceria. “Nós entendemos que o empreendedor precisa trabalhar primeiro a questão orientativa, por isso, durante nossos eventos e feiras, vamos contar com técnicos do Procon para esclarecer dúvidas e orientar os nossos microempresários”, declara o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro.

Procon

Segundo o diretor presidente do Procon/AP, Eliton Franco, a assinatura do Termo de Cooperação Técnica representa um grande marco para o sistema de defesa do consumidor. “Na rotina do Procon, estamos sempre fiscalizando a vida do fornecedor, e quando firmamos um termo de compromisso com o Sebrae, que detém todo um respeito na sociedade pela sua atividade de fomento, procuramos também levar a informação e nos aproximar de quem quer ser empreendedor”, finaliza o diretor presidente do Procon/AP, Eliton Chaves Franco.

Semana do Consumidor

A assinatura do Termo de Cooperação Técnica abre a programação especial do Procon/Ap, em alusão ao Dia Mundial do Consumidor, comemorado no dia 15 de março. 

O evento ocorreu na Sede do Sebrae em Macapá, na última quarta (12), às 9h. A solenidade contou com as presenças do presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae no Amapá (CDE), Iraçu Colares; diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro; diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo; diretor de administração e Finanças do Sebrae no Amapá, Marcell Harb; e o diretor presidente do Procon/AP, Eliton Franco.



Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap




Share:

Planejamento Integrado do Sebrae consolida estratégias para 2019

     







Dirigentes e colaboradores se reúnem para alinhar o plano de atividades no Amapá


Isabel Ubaiara 


O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), realiza evento, intitulado, Planejamento Integrado 2019. O objetivo é integrar as equipes de diferentes unidades na instituição para definir as diretrizes da gestão e os planos de ações no estado. 

Segundo a gerente da Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae (UGE), Márcia Marinho, o evento planeja ações consistentes, tendo como ponto central as necessidades do público-alvo e clientes da instituição como o Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP).

“O produto final do nosso trabalho é consolidar a agenda integrada alinhada anualmente com todos os eventos, sejam eles internos ou externos, tendo como foco de atuação os eventos de mercado, entre eles, feiras, atendimento itinerante, fornecedores, pessoas, arrecadação de receita própria, fidelização, atendimento remoto e infraestrutura tecnológica, justamente para a melhor organização nas ações do Sebrae ”, explica a gerente da UGE/Sebrae, Márcia Marinho.

O Planejamento Integrado é trabalhado em dois momentos, sendo a parte da manhã de conhecimento, que envolve palestras com os técnicos da UGE/Sebrae e alinha as estratégias para toda a casa; e à tarde, um trabalho prático com a construção da agenda integrada e validação pela diretoria.

O Planejamento Integrado do Sebrae, ocorreu na sede da instituição, em Macapá, na última quinta-feira (7), das 8h30 às 12h e das 14h30 às 18h. O evento contou com a presença e apoio da diretoria executiva, entre eles, o diretor superintendente do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro; diretora técnica do Sebrae no Amapá, Marciane Santo e o diretor de administração e finanças do Sebrae no Amapá, Marcell Harb. 



Serviço
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap




Share: