www.sebraeap.blogspot.com.br - Divulgação das ações do Sebrae Amapá e seus parceiros.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Discussão sobre desenvolvimento econômico do Amapá marca abertura da IV Semana de Relações Internacionais











O evento acadêmico realizado em parceria com o Sebrae aborda, como o posicionamento geográfico do Amapá pode contribuir para o desenvolvimento regional

Andréa Maciel

Como o tema ‘O vantajoso posicionamento geográfico internacional do Amapá: um caminho para o desenvolvimento regional’, a IV Semana de Relações Internacionais reúne estudantes, pesquisadores, empresários e interessados. Durante solenidade de abertura, as autoridades que compõem a mesa ressaltaram a necessidade de utilizar essa vantagem geográfica a favor do desenvolvimento econômico, político e social do Amapá. A programação acontece no período de 10 a 12 de abril, das 8h às 18h, na Sede do Sebrae Macapá, no Auditório Santana.

O diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, afirma que o tema é relevante e desafiador, pois propõem discussões importantes economicamente que devem ser postas em prática para obter resultados.

“Hoje falamos muito que somos o único estado do Brasil que faz fronteira com a Europa, mas o que isso nos traz de resultado? Temos que tirar deste evento algo que nos ajude a pedirmos e forçarmos os representantes a lutarem para que a Guiana seja realmente um grande parceiro comercial do Amapá. Isso não acontece porque o governo central do Brasil e o governo central da França não permite. O Amapá entrou numa fase de desenvolvimento diferenciada com os Marcos Regulatórios, a Área de Livre Comércio e a Zona Franca Verde. Precisamos ter mercados como a Guiana, o Suriname e o Caribe, como consumidores do que é produzido. Cabe aos jovens estudantes que serão formadores de opinião, fazer com que o conteúdo deste evento vire um documento encaminhado a bancada federal exigindo a materialidade desta relação”, declara o diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

A reitora da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Eliane Superti, explica que é relevante para a universidade ver os estudantes mobilizados e organizados, propondo reflexões importantes, pois fica evidente que o nosso curso de relações internacionais está preocupado com os desafios que o Amapá tem que enfrentar, no que diz respeito ao desenvolvimento econômico, político e social que estamos construindo. “Não é possível pensar que o desenvolvimento pode acontecer de maneira isolada ou que as relações internacionais não têm espaço significativo neste cenário, que pretendemos construir para o estado do Amapá e para o Brasil”, finaliza reitora da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Eliane Superti.

Abertura

A composição da mesa das autoridades, contou com as presenças do diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga; reitora da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Eliane Supert; major do Exército Brasileiro no Amapá, Francisco Eduardo Holanda; capitão dos Portos da Marinha do Brasil no Amapá, Fernando César da Silva; coordenador geral do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais do Ministério das Relações Exteriores (IPRI) e diplomata de carreira, Marco Túlio Scarpelli Cabral; deputado estadual e representante da Comissão de Relações Exteriores e Defesa do Estado, Paulo Lemos; diretor de Atração de Investimentos da Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá (AgeAmapá) e representante do Governo do Estado do Amapá (GEA), José Carlos Molinos; e a representante do Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ana Margarida Euller.


Serviço
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap

Share:

0 comentários:

Postar um comentário