www.sebraeap.blogspot.com.br - Divulgação das ações do Sebrae Amapá e seus parceiros.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Excelência na Gestão e Relacionamento com as MPEs reúne os dirigentes dos Sebraes em Brasília













 










 A FNQ aponta que o Sebrae no Amapá cresceu 70 pontos em 2017 e obteve a média geral de 525 pontos. Outro tema prioritário foi a nova Plataforma Digital que estabelece a atuação do Sistema Sebrae num relacionamento com os empresários de pequenos negócios na era digital

Denyse Quintas

O Sebrae Nacional reúne em Brasília dirigentes da instituição de todo o país para eventos estratégicos de gestão e atuação no Sistema, entre eles, reunião da Diretoria Administrativa; entrega do Relatório da Avaliação Assistida do Programa Sebrae de Excelência na Gestão (PSEG) e Reunião da Associação Brasileira dos Sebraes (Abase). Os eventos ocorreram na sede do Sebrae Nacional, nos dias 4 e 5 de dezembro, das 9h às 20h.



De acordo com o vice-presidente nacional da Abase e diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga, a importância da participação dos dirigentes na Reunião da Diretoria Administrativa do Sebrae Nacional por ser um momento importante não só para o Amapá, mas para o Sebrae de um modo geral porque é uma virada significativa na atuação do Sebrae, principalmente na maneira de ver, ele sai de um atendimento para um relacionamento com seus clientes que são os pequenos negócios, entrar na área digital. O diretor de administração e finanças do Sebrae no Amapá, Waldeir Ribeiro participou das discussões na reunião.

“Essa plataforma digital que está sendo implantada e conduzida pela diretoria do Sebrae Nacional e toda uma equipe, preocupa a todos os diretores em nível nacional, porque não é só a implantação do sistema digital, precisa de uma base de apoio para tudo isso. Existe essa preocupação principalmente para nós dos estados menores, que têm uma estrutura menor, uma estrutura muito arcaica de base de Tecnologia da Informação (TI), então esses eventos proporcionam uma discussão, onde compartilhamos nossas dificuldades’, disse o vice-presidente nacional da Abase e diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Ele, diz que todos os dirigentes conhecem a importância de uma plataforma digital, mas não querem ficar de fora por falta de estrutura de TI, e que a discussão é de participar, se envolver e mostrar para o nacional que o processo não consiste em apenas virar uma chave, o que se precisa é mudar a forma de negócio do Sebrae para que se possa entrar nessa nova era de relacionamento com cliente.

PSEG

A entrega do Relatório de Avaliação Assistida do Programa Sebrae de Excelência na Gestão (PSEG), é o resultado de um acompanhamento feito durante 18 meses, pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) sob as diretrizes do Sebrae Nacional, onde monitorou todos os processos gerenciais, a partir da implantação do PSEG cumprindo com o previsto de acordo com as regras e realizar um histórico do que se faz na instituição.

“Todo esse trabalho, em termo de processos, procedimentos, marcos regulatórios, indicadores, tudo isso é analisado. E para nós, para o Amapá, foi muito importante porque houve um conhecimento, um entendimento de toda a nossa equipe da importância hoje do acompanhamento, participação e envolvimento de fazer tudo correto, tudo dentro das regras”, explica o vice-presidente nacional da Abase e diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Esse trabalho da FNQ mostra a necessidade de se ter uma gestão de qualidade, pois o Sebrae precisa praticar antes de instruir, “nós indicamos e falamos ao nosso cliente de pequenos negócios sobre gestão, falamos sobre um atendimento de qualidade, e se nós não fizermos também, não dermos o exemplo, não podemos exigir”, esclarece o vice-presidente nacional da Abase e diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.

Ele relata que a entrega do relatório foi excelente, que o Sebrae cresceu cerca de 70 pontos e passou dos 500 pontos em uma avaliação de 1000, que é muito bom para a instituição. Parabenizou a equipe da Unidade de Gestão estratégica do Sebrae no Amapá, composta pela gerente Márcia Marinho e a analista do projeto Kelly Cardoso e a equipe que participa, se envolveu e abraçou o PSEG dentro dessa atual gestão do Sebrae no Amapá.

Reunião da Abase

Na assembleia geral dos associados da Abase ocorreu após a reunião da diretoria técnicae da diretoria administrativa no Sebrae Nacional, onde os assuntos que foram discutidos foram rediscutidos na Abase, e o que não concordam levam em outro momento para o nacional.

“Fizemos um balanço, uma avaliação de toda a diretoria da Abase, essa diretoria começou em março deste ano, então fizemos uma avaliação de tudo o que foi feito, dos ganhos que nós tivemos para o Sebrae, porque a Abase discute a necessidade de cada estado, os nossos problemas são levados para a Abase, e como ela tem assento no conselho nacional, tem também o poder de estar com a diretoria do nacional, conversar, articular e buscar realmente fórmulas de melhorar os atendimentos”, informa o vice-presidente nacional da Abase e diretor-superintendente do Sebrae no Amapá, João Carlos Alvarenga.



Serviço:
Sebrae no Amapá
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Twitter: @sebraeap
Facebook: /sebraeap
Share:

0 comentários:

Postar um comentário