sábado, 9 de setembro de 2017

Tempero artesanal ganha visibilidade na Feira do Jari







A escolha por produtos de qualidades foram determinantes para a oportunidade de negócio que prospera no Vale do Jari e cria a ‘Empresa Produtos Supremo’ 
Márcia Fonseca
De Laranjal do Jari / AP

Atraída pela curiosidade de consumir produtos de melhor qualidade e com o objetivo de garantir a geração de emprego e renda para a família, a empreendedora Elizangela Sena, iniciou a produção artesanal de temperos secos. A moradora de Laranjal do Jari abriu a pequena fábrica e a pouco mais de 5 meses já distribui produtos como o cominho, pimenta-do-reino, sal grosso temperado e coloral (corante da Amazônia), para diversas localidades do Vale do Jari.

“Devido a região do Vale do Jari revender muitos produtos de outros estados, e cansada de comprar um produto que na minha panela não fazia diferença, resolvemos testar essa nova experiência. Montamos uma pequena fábrica atrás da minha casa. Compramos o produto em grão e lá trituramos, fazemos a produção e distribuímos para o mercado de Laranjal do Jari, Vitoria do Jari e Monte Dourado no Pará”, disse Elizângela Sena.

O trabalho empreendedor de Elizângela e da família garantiu espaço durante a Feira de Negócios do Vale do Jari. Durante os três dias de evento os visitantes podem provar e sentir o sabor dos “Produtos Supremo”. “Esse evento é um pontapé para o nosso sucesso. Depois da formalização da nossa empresa, a Feira veio para dar maior reconhecimento da nossa marca e mostrar para o público que o produto é local. Depois desse feirão eu acredito que o negócio vai deslanchar”.

O mercado de temperos secos é dominado por grandes empresas às vendas em supermercados, restaurantes e mercearias. No entanto, o mercado de cidades e bairros periféricos começam a ser explorados. Tais localidades geralmente tem apenas pequenos ‘mercadinhos’ ou mercearias deixando de ser um nicho interessante para o grande empreendedor.

“Abrimos nossa pequena empresa com foco na qualidade. Somos apenas três funcionários. No começo nós tivemos a dificuldade com a distribuição por conta da falta do código de barras. Então nós procuramos os técnicos do Sebrae e eles nos informaram quais eram os procedimentos e assim conseguimos progredir”, finaliza a empresária Elizângela Sena.

O stand dos Produtos Supremo está em exposição e comercialização no espaço da Feira, na quadra da Praça João da Silva Nery. Em Laranjal do Jari, a empresa funciona na Rua Emílio Médice, 2815, Agreste.

Parceiros

A feira é uma realização do Sebrae com patrocínio do Governo Federal e CAIXA, tem como parceiros a Prefeitura Municipal de Laranjal do Jari, Instituto Federal do Amapá (Ifap), Câmara de Dirigentes Lojistas em Laranjal do Jari (CDL), Junta Comercial do Amapá (Jucap), Serviço Social do Comércio (Sesc), Sindicato do Comércio do Jari (Sindcom/JARI), e as empresas Porão Beer e O Boticário.


Serviço
Unidade de Marketing e Comunicação: (96) 3312-2832
Central de Relacionamento: 0800 570 0800
Portal Sebrae: www.ap.sebrae.com.br
Blog: www.sebraeap.blogspot.com.br
Twitter: @sebraeap

Facebook: /sebraeap

Nenhum comentário:

Postar um comentário